Atuação

MAIO/2019 - POSSE
Participação no lançamento da frente parlamentar mista em defesa dos bancos públicos

Primeira participação, como CAREF, do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos.

 

“Sabemos da importância do BB, não só para seus funcionários, mas para a economia do país. Isso inclui fortalecimento da agricultura familiar e de diversos outros setores essenciais. Não podemos deixar de ter um banco público e forte, como o Banco do Brasil”, destacou Débora Fonseca.

Debate sobre importância dos bancos públicos, sindicato SP

A Caref Débora Fonseca participou da mesa de discussão sobre o papel dos bancos públicos no desenvolvimento econômico e social do Brasil, durante comemoração dos 96 anos do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. Na ocasião, o economista e professor Luiz Gonzaga Belluzzo, ministrou a palestra "Bancos Públicos e o Desenvolvimento Nacional".

JUNHO/2019
Encontro Estadual dos funcionários do BB e CEF Fetraf RJ/ES

Primeira participação, como CAREF, do Encontro Estadual das funcionárias e funcionários do Banco do Brasil e da Caixa realizado na FETRAF RJ/ES.

 

“A defesa do banco público não é uma questão importante somente para nós, funcionários e funcionárias, é uma questão da sociedade e da economia. Esse é um ponto que precisa ser trabalhado”, pontuou Débora Fonseca, alertando sobre o que mudaria se o Brasil deixasse de ter um banco público e forte, como o Banco do Brasil.

25 de junho de 2019
Audiência em Defesa das Empresas Públicas - Câmara Municipal de São Caetano do Sul

Audiência sobre empresas públicas promovida pelo Sindicato dos Bancários do ABC, com participação do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas.

JULHO/2019
24 de julho de 2019
Audiência em Defesa das Empresas Públicas - Câmara Municipal de Mauá

A Caref Débora Fonseca participou da mesa de debates, destacando a importância de eventos pela defesa das empresas públicas, relembrando à sociedade o papel dessas estruturas no desenvolvimento econômico e circulação de recursos em todo o país.

31 de julho de 2019
Manifestação PAQ

Caref se posicionou em relação ao anúncio do Programa de Adequação de Quadros (PAQ), que incentiva o desligamento de mais de 2 mil funcionários e funcionárias do BB. "Sem dúvida não será com o desmonte dos bancos públicos, que desempenham um papel fundamental de política econômica e promoção de desenvolvimento social no país", refletiu.

AGOSTO/2019
01 de agosto de 2019
Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil
04 de agosto de 2019
Participação nos Congressos do Banco do Brasil e da Caixa

"Concluímos o 30º Congresso dos funcionários do Banco do Brasil, onde realizamos diversas discussões importantíssimas e muito relevantes aos funcionários. Tiramos vários direcionamentos relacionados à organização do movimento e ações que devemos tomar para defender esse patrimônio, que não só dos funcionários, mas também do cidadão".

22 de agosto de 2019
Nota: Governo aumenta influência de acionistas privados no BB

"A medida dificulta a atuação do BB enquanto banco público, aumentando a influência de acionistas privados nas decisões estratégicas do banco", pondera Caref.

26 de agosto de 2019
3 Minutos aborda desmonte da Cassi

Caref Débora Fonseca fala sobre a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), que no momento sofre ataques por parte do governo. “A Cassi é um direito dos trabalhadores e vamos defendê-la”, pontuou.

SETEMBRO/2019
12 de setembro de 2019
Posse dos delegados de base
24 de setembro de 2019
Café da manhã com os colegas do CSA São Paulo II

Evento contou com o apoio do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região. Discussão da atuação como CAREF, defesa do BB como banco público e representação próxima dos funcionários.

28 de setembro de 2019
Encontro Nacional de Saúde
OUTUBRO/2019
30 de outubro de 2019
Conselheiros divulgam manifesto pelos bancos públicos federais

Representantes de trabalhadores eleitos para conselhos de administração da Caixa, BB, BNDES, Basa e BNB destacam papel dessas instituições para o desenvolvimento do País.

NOVEMBRO/2019
Manifestação contra remoções arbitrárias e contra PG

A CAREF, Débora Fonseca, se manifestou contra o descumprimento de um acordo firmado entre o Banco do Brasil e representantes dos funcionários, que previa a alocação de profissionais para localidades até 30 km de distância. “A gestão de pessoas não pode ser feita de maneira tão irresponsável e prejudicial aos trabalhadores", alertou.

Sobre a Cassi

Débora Fonseca repudiou a manifestação, via redes sociais, de Salim Mattar, responsável pela Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados. Ele afirmou que benefícios das empresas públicas, como plano de saúde, são 'privilégios'.

DEZEMBRO/2019
Venda do Banco do Brasil vai encarecer alimentos

Em matéria, Débora Fonseca explicou que a privatização do Banco do Brasil prejudicaria toda a cadeia produtiva de agropecuária. A instituição é, ao lado de outros bancos públicos, responsável por mais de 70% da carteira de crédito rural no país. "O financiamento, obviamente, ficaria mais caro. Com isso, a agricultura familiar seria inviabilizada. O custo da produção aumentaria e isso seria repassado para os preços dos alimentos que chegam à mesa da população brasileira", ressaltou a Caref.

JANEIRO/2020
27 de janeiro de 2020
Sindicato defende a manutenção de BBDTVM como subsidiária integral e gestora dos ativos do Banco do Brasil
MARÇO/2020
08 de março de 2020
Dia das Mulheres

Em homenagem às mulheres, as Ecoas da Vipat (Vice presidência de atacado) organizaram o evento “Dia das Mulheres - Ação e Inspiração”.

19 de março de 2020
Reunião do CA sobre Covid

"A Contraf e os sindicatos estão fazendo reuniões com o banco e com a Fenaban, e estão conseguindo medidas para colocar as pessoas trabalhando em casa, e afastamento para quem é do grupo de risco", esclareceu a Caref.

23 de março de 2020
Coronavírus: Débora Fonseca (CAREF) comenta medidas de proteção no BB

Conselheira avaliou que o papel dos sindicatos tem sido fundamental para pressionar o banco a proteger trabalhadores, mas destacou que é preciso avançar mais. Débora também cobrou a suspensão das eleições na Cassi.

27 de março de 2020
Presidente do BB diz que vida não tem valor infinito

A representante dos funcionários no Conselho de Administração (Caref) do BB, Débora Fonseca, enviou uma nota de repúdio e de pedido de esclarecimentos para o Conselho de Administração do banco, criticando as declarações do então presidente do BB Rubens Novaes e cobrando um posicionamento.

ABRIL/2020
Novaes não nega declarações desastrosas

Oficio ao CA do BB - Então presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, respondeu à nota de repúdio da Conselheira de Administração Representante dos Funcionários (Caref) do banco, Débora Fonseca, sobre declarações desastrosas que ele fez. Débora reforçou questionamentos sobre frases infelizes do então porta-voz do BB e destacou o papel fundamental do movimento sindical e bancário nas negociações com os bancos.

MAIO/2020
Live - Bancos Públicos Fundamentais no enfrentamento à crise

Encontro discutiu o papel dos bancos públicos junto com representantes de trabalhadores de outras instituições: Basa, BNB, BNDES e Banco do Brasil. Débora detacou o papel necessário de defender o ponto de vista dos trabalhadores e da sociedade, durante as reuniões do Conselho de Administração do BB, em assuntos que afetam diretamente a sociedade e a estrutura econômica do país. "Um ponto muito importante é sempre termos o apoio das entidades sindicais e representativas, porque o Conselho, o presidente do Banco, têm que saber que não estamos sozinhos, que estamos, no meu caso, representando 90 mil pessoas [funcionárias e funcionárias do BB]".

"Tem que vender logo a p**** do BB", ataca Paulo Guedes

Contra PG - A representante dos funcionários e funcionárias do BB, no Conselho de Administração, afirmou não ter se surpreendido com declarações do ministro da Economia. "Desde o primeiro dia que pisou no ministério, Paulo Guedes demonstra a intenção de atacar a imagem do Banco do Brasil", observou. A Caref alertou que a "lógica privatista de Guedes" privilegia o setor financeiro privado em detrimento do desenvolvimento econômico e equilibrado do Brasil, favorecendo a concentração e não a distribuição e circulação de riquezas.

JUNHO/2020
10 de junho de 2020
Live - O Papel dos Bancos Públicos Durante a Pandemia

Live discutiu o papel de bancos públicos brasileiros, como o BB e a Caixa, durante a pandemia do coronavírus. O debate contou com aparticipação de Rita Serrano, pela Caixa, e Débora Fonseca, pelo Banco do Brasil, além do presidente do Sindicato dos Bancários do ABC, Belmiro Moreira. "A primeira coisa que precisamos considerar é que a importância dos bancos públicos não está somente em um ponto ou em outro. Existe uma composição. Ou seja, precisamos ter o Banco do Brasil, precisamos ter a Caixa. Cada um tem sua importância no desenvolvimento econômico", explicou Débora.

25 de junho de 2020
Canal Reconta Aí - O Banco do Brasil será vendido?

Canal no YouTube convidou a Caref Débora Fonseca para debater as ameaças de privatização das empresas estatais.

 

Em resposta às manifestações do governo, de que não existiria vantagem de manter um banco público, a representante dos funcionários e funcionárias do BB, no Conselho de Administração, pontuou que essa colocação não está de acordo com a visão de Estado que aproveita entidades bancárias como ferramentas de proteção e ampliação do bem-estar social: "O que o banco público ganha por ser público? Ele ganha aquilo que é benéfico à sociedade. Você tem que pensar em uma outra visão de Estado, que tem o banco como algo para defender o bem-estar social, um apoio à economia", observou.

AGOSTO/2020
28 de agosto de 2020
*BRASIL EM PANDEMIA - Ciclo de Debates: Desafios do setor bancário na luta contra as privatizações*

Transmissão realizada no dia em que é celebrado o Dia Nacional dos Bancários (28 de agosto) contou com a participação de vários representantes sindicais e de entidade associativas. No encontro, a conselheira de Administração Representante dos Funcionários (Caref) do Banco do Brasil, Débora Fonseca, ressaltou a necessidade de defender as subsidiárias dos bancos públicos.

SETEMBRO/2020
Live - 7 de setembro - Por soberania nacional, em defesa do povo e das empresas públicas

Evento, organizado pelo Sindicato dos Bancários do Distrito Federal, e com a participação de diversas categorias, fez um balanço dos riscos aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, diante do cenário de pandemia e do atual governo.

23 de setembro de 2020
O Futuro dos bancos públicos

No debate, a representante dos Funcionários e Funcionárias do Conselho de Adm do BB, analisou as declarações de pessoas públicas em favor da privatização de bancos públicos. "[Em reunião do governo], o ministro [Paulo Guedes] chegou a dizer que não se pode emprestar dinheiro para pequenas empresas. Isso mostra uma despreocupação [do governo] na manutenção de empregos, uma vez que as micro e pequenas empresas são as que mais empregam no país. Ele ainda disse que o país iria perder dinheiro com essas empresas, ao invés de enxergar os bancos como instrumentos para uma política anticíclica", explicou Débora Fonseca.

OUTUBRO/2020
12 de outubro de 2020
Live - ANABB - Banco do Brasil: 212 anos na vida econômica e social brasileira

Durante evento comemorativo, a Caref destacou a importância da defesa do Banco do Brasil, tanto por ter feito parte da história do país, como das próprias pessoas. "O Banco do Brasil fez e faz a diferença na vida de cada brasileira e cada brasileiro. É importante em várias áreas da economia. Em vários municípios do país, é o BB que está presente e contribui com o desenvolvimento regional", ressaltou Débora Fonseca.